O GRELO EM OBRAS - RIO DE JANEIRO/RJ

DETALHES DO EVENTO

  • Data: 18/08/2018
  • Horário: 20H30
  • Classificação: - 14 anos
  • Site: https://ticketmais.com.br
  • Local: TEATRO MUNICIPAL SERGIO PORTO
  • Duração: 70 minutos
  • Gênero: Comédia
  • Telefone: (21) 2535-3846
  • Email: teatrosergioporto.cultura@gmail.com

Comemorando 20 anos de trajetória, O Grelo Falante apresenta “O Grelo em Obras” em 4 de agosto no Espaço Cultural Sergio Porto para curta temporada de três semanas. Com texto e atuação de Carmen Frenzel, Claudia Ventura e Lucília de Assis e direção de Fabiano de Freitas, o espetáculo é uma revisão da trajetória desse coletivo de mulheres que faz humor sobre tudo, mas, acima de tudo, é uma autocrítica ao conteúdo produzido por elas ao longo desse tempo. Se muita coisa mudou nas últimas duas décadas, o Grelo acompanha essas mudanças por meio de uma releitura de seu trabalho e de novas possibilidades, dando voz ao momento atual. As apresentações acontecem aos sábados e domingos, às 20h30, até 19 de agosto.

VINTE ANOS

Depois de 20 anos, o Grelo continua na sua luta assertiva sobre o feminino, apesar de estarmos num tempo em que a discussão de gênero se ampliou. “Já não cabe mais a distinção apenas entre o feminino e o masculino. Vivemos uma época em o debate inclui inúmeros gêneros que, às vezes, não têm nem nome”, diz Claudia Ventura. Para a comemoração desse encontro de mulheres que falam tudo sobre tudo e tudo sobre nada, O Grelo Falante criou uma peça que dá voz ao momento atual. O espetáculo pensa e expressa a contemporaneidade, sem perder a memória e o olhar periférico, deixando claro o que há 20 anos esse coletivo de mulheres preconiza: a liberdade plena de expressão.

“O Grelo Falante nasceu como uma resposta às publicações femininas, machistas pra cacete, que ensinam as mulheres a agradarem o homem na cama, a sogra na mesa e os filhos na pracinha”, lembra Carmen Frenzel. “Estamos em um tempo em que precisamos estar atentos e fortes para não perder a escuta e a acolhida ao diferente. Queremos continuar a fazer rir. A peça é uma comédia, mas não temos essa preocupação de sermos engraçadas”, completa Lucília de Assis.

A música e os relatos pessoais são o fio condutor de “O Grelo em Obras”. A relação direta com o espectador, marca do trabalho do grupo, está presente no espetáculo, que pretende transformar o teatro numa tribuna livre de pensamento e debate. Em sua segunda temporada, nossas heroínas tiveram suas histórias reviradas pelo diretor Fabiano de Freitas. Elas riram, choraram, refletiram e aprenderam muito sobre si mesmas. “O Grelo é um grupo multilinguagem. Em 20 anos nunca pararam. Tiveram programa de rádio e de televisão e seu próprio jornal. Lançaram livro, filme, peça de teatro e tudo mais numa época em que o humor é dominado pelos homens. Se no começo o grelo se apresentava como um coletivo, talvez neste espetáculo as individualidades do feminino estejam gritando mais alto”, opina o diretor. 

SOBRE O GRELO FALANTE

O Grelo Falante iniciou seu trabalho em 1998 com o tabloide “O Grelo Falante”, um jornal de humor corrosivo que surgiu como resposta às publicações ditas femininas, mas que na sua essência possuem uma ótica machista. No ano seguinte, o grupo foi convidado pela editora Objetiva a escrever um livro, que levou o nome de “Tapa de Humor Não Dói — A hora e a vez das mulheres gozarem”, em sua quarta edição, e pela Turma dos Cassetas a criar um programa, “Garotas do Programa”, na TV Globo, inteiramente escrito e interpretado por mulheres.

Em maio de 2000, formataram, redigiram e atuaram no programa na extinta Rádio Cidade, “O Grelo na Cidade”, em que interpretavam personagens em quadros diários distribuídos pela programação. Em Dezembro de 2002, o grupo lançou, pela Imago Editora, “Tomaládacá, o grande livro das relações”, com contracapa escrita por Miguel Paiva. E em 2003, pela mesma editora, o “Livro de Bolsa — Minutos de Ignorância”, com contracapa de Ruy Castro.

Ainda em 2002, estrearam o espetáculo “Conversa Privada”. A peça, que tornava público o que é privado, foi vista por cerca de 20 mil pessoas no Rio, São Paulo e Salvador. À convite do produtor Diler Trindade, o grupo, junto com a diretora Eliana Fonseca, escreveu e atuou no longa-metragem “Coisa de Mulher”. O filme recebeu o prêmio de Destaque Feminino em Longa-Metragem no Festival Femina.

O livro “Coisa de Mulher”, com contracapa de João Ubaldo Ribeiro, foi lançado na XII Bienal Internacional do Livro, com apresentação das autoras-atrizes na Arena Jovem. Em abril de 2004, foi a vez de o grupo se apresentar no 15º Salão Carioca de Humor. Em setembro de 2005, se apresentaram no Festival Esse Monte de Mulher Palhaça – I Festival Internacional de Comicidade Feminina. Em setembro de 2007, na XIII Bienal do Livro, o grupo, com mediação da poetisa Suzana Vargas, apresentou na Arena Jovem “Saiba Tudo Sobre Tudo O Que Você Já Sabe”, um bate-papo onde a plateia é a atração. Em julho de 2008, apresentaram “A Maratona de Contos no Simpósio de Contadores de Histórias”, Espaço SESC Copacabana.

Entre 2012 a 2017, apresentaram um programa semanal na rádio Roquette Pinto FM, mesclando música, poesia, artes plásticas, teatro, tudo com o melhor do bom (e mau) humor.

As informações aqui relacionadas são de responsabilidade da produção do evento.

Ingressos disponíveis

Venda online encerrada!
Adquira seus ingressos nos pontos de venda credenciados ou na bilheteria do evento conforme disponibilidade.

FORMA DE RETIRADA / ENTREGA

Retirada na bilheteria no local do evento - O GRELO EM OBRAS - 18/08/2018 - TEATRO MUNICIPAL SERGIO PORTO

RUA DO HUMAITÁ 163, HUMAITÁ, RIO DE JANEIRO - RJ 22261-003

Documentação necessária para retirada dos ingressos

  • Número do pedido.
  • Documento oficial com foto e cpf do titular da compra.
  • Cartão de crédito utilizado na compra.

Instruções de retirada

Somente o titular da compra pode fazer a retirada dos ingressos, mediante apresentação de documento com foto. Para retirada por terceiros, é necessária apresentação de procuração. Para gerar uma procuração, selecione opção Gerar Procuração nas infomações do seu pedido na seção Meus pedidos do Site.

Como cuidamos da sua segurança

Seguindo orientações das Operadoras de Cartão de Crédito, é indispensável a apresentação do cartão utilizado na compra para a retirada do ingresso para conferência de segurança, uma vez que as transações feitas pelas internet não são autenticadas com senha de usuário.

Central de Atendimento Ticketmais

Caso tenha dúvidas ou encontre alguma dificuldade em sua compra, estamos à sua disposição através dos contatos por telefone ou e-mail disponíveis na seção Fale Conosco de nosso site.

As informações do evento estão sujeitas a alterações pelo Organizador do evento. Acompanhe periodicamente a página para se manter informado sobre possíveis mudanças.

TEATRO MUNICIPAL SERGIO PORTO

TEL: (21) 2535-38456
RUA DO HUMAITÁ, 163
HUMAITÁ
RIO DE JANEIRO / RJ
22261-003

FORMA DE PAGAMENTO

  • 12 x
  • 12 x
  • 12 x
  • 12 x
  • 12 x
  • 12 x

Indique